domingo, 7 de abril de 2013

horario de luz natural do pacifico

não poderia ficar assim, porque não é do silêncio que irrompe a crença
e sim de um ruído oblíquo e oco, desapontando imensidões.

foi por causa ou efeito de uma frase, ou de uma sequência de atos-diálogos
que perseverou na mudez espantada, e no barulho intrínseco:
e pensou assim, a violência têm muitas arestas.

e (prefiro atestar)
nunca acreditou em pontas, mas em curvas ou margens.
mas a violência é o tapa que estampa, acreditem,
aquilo que não pode continuar.

poderia ser assim,
tava indo indo, de mãos dadas com o ar,
respirando dentro da linha, e dentro da linha pode
ter toda sorte de estridência,
(porém isso não quer dizer que um estria não seja fluida ou contínua);
mas da violência, cai um não-sei-que,
é a pose na capa da revista,
é só estridência sem linha.

e tava indo indo,

(engraçado como a gente relê o que escreveu depois de um tempo e é-se um outro; não me lembrava mesmo disto, mas acredito que foi escrito em golpes na epoca da criação do "diga-se de passagem". não acho bom, mas tem um pensamento intrigante.ah, detalhe, o titulo foi o proprio blog que me deu de presente.)