segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

estimo do destino

abriu um clarão. e, não sei quantas,
algumas crianças, uma a uma,
iam sendo aspiradas ao céu.
enquanto sonhava, diante dos meus olhos.
de fato, tudo era extremamente claro, adiante.
imaginou uma cena de amor que filmaria.
o instante é somente um ato,
se pode pisar ou não.
o plano da alma tem areia e sede.
e elas não são as mesmas.
e o oraculo orou assim:
um raio atingiu o coração
porque o coração ja esperava o raio,
todo cheio em si..