segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

envelope


oca.

fiz aquela minha torta preferida
e não pus o recheio.

na hora da mágica,
foi o coelho que cuspiu uma cartola.
e dentro da cartola era um buraco.

cruzou 1000 pessoas.
sentou ao lado de 7 mulheres durante o dia.
sentiu o bafo de um rapaz que era até bonito.
ouviu a respiração de 5.
e sentiu que o casaco era um mundo.

o silêncio não foi deposto,
ele era o rei no jogo.

engoliu todos os olhares
e cegou a estetização do entorno.

para falar,
aperta-se um botão.

depois desaperta.
e se aperta com o que existe.

10 instrumentos diferentes pra cobrir o frio.

esvaziou todos os armários e gavetas,
desentupiu o ralo...

e ainda mora.