domingo, 8 de junho de 2008

hoje eu não sei
o dia não sabe de sua brancura
e não conhece o tamanho de sua fome
minha cama ainda acende em abraços
memórialarga de um afago saudoso
alargando minha capacidade de se emocionar
vôo em azul e lilás...
mas aonde está o laranja do seu olhar?
o dia em encontro de música e olhar.