segunda-feira, 2 de junho de 2008

filosofia de ontem


"na base do topo mora a esfinge.
o segredo está em experimentar
com a boca limpa de esquecimento
e verter o sabor insípido do presente intempestivo.
Invertendo os ângulos e não parando
nas travas e arestas,
contorna-se o falso esgotamento do tempo.
E o espaço é fecundado.
Quando é-se, as rachaduras se integram e se formalizam.
Onde há pensamento há vida."