domingo, 3 de fevereiro de 2008


bom, para compartilhar o que tem ouvido meu silêncio. aqui, no espírito african-beats de Paris. assim, andando pelas ruas e encontrando a mistura disfarçada em fachadas seculares. bien, je trouve ètrange o "ne me touches pas". então, não há olhares. mas muito som, pouca difusão. aí, um pouco da minha alma soul.