quinta-feira, 4 de outubro de 2007

poder de querer

corra. eu disse pra mim.
pra você eu digo vassoura.
é, porque combina com corra,
mas espana.
espanca, eu disse pra mim.
mas aí mim disse esparrama.


inflama.
põe fogo no amanhã.
exclama.
sem interrogação.
deixa a curva pra lá.
faz uma volta mais perto do aconchego.
do travesseiro.
afunda.

um barco sem temporal
não tem graça, ele disse.
mas eu te vejo do cais.
eu tenho meu cais.
meus portos,
meus cálices
que inundam
os desejos
de lampejos.

acende a luz.
vendo o vento bater
e a náusea chegar
e o estômagofermentar
e o corpo virar plural de singular.
ver tudo isso de perto,
aumenta a distância que quero do
que quero.

eu disse pra mim querer.

poder.